segunda-feira, 13 de agosto de 2018

As aves de produção, por Lúcio Machado Borges*

Nos Estados Unidos em 1873, já existia uma organização que catalogava os frangos para a produção de ovos e carne. Na Europa, principalmente na região do Mediterrâneo, eles catalogavam as aves para a produção de ovos. O Brasil é um importador de genética de aves industriais, já que isso é um segredo industrial e o país não domina esta tecnologia. Esta entidade americana ainda existe e ela faz a separação entre as aves híbridas e mistas.

O Ministério da Agricultura é responsável pela importação de ovos ou dos ovos das aves brasileiras ornamentais, como galinhas, pavões e faisão. Há sanções sanitárias que precisam ser respeitadas para evitar doenças no país.

Em 2017, o Rio Grande do Sul proibiu aglomerações de pessoas em torno dessas aves ornamentais e industriais, já que no Chile teve um surto de gripe aviária. A explicação é que o país importa do Chile vinhos e vários outros produtos agrícolas, o que poderia acabar contaminando as aves brasileiras com o vírus. As pessoas andam procurando em feiras, aves ornamentais como galo e galinha e levam para os seus sítios para produção de carnes e ovos. Estas aves são muito procuradas em feiras agropecuárias.

*Editor do site RS Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário